sexta-feira, maio 26, 2017

Tecnologia Led na Iluminação Publica do nosso Concelho

 A bonita aldeia do Vilar foi o local escolhido para iniciar este processo que em breve se irá estender a todo o Concelho.

Etiquetas: ,

quarta-feira, maio 17, 2017

Grande Rota do Alva - A Moura Morta não pode ser esquecida como aldeia ribeirinha


Grande Rota do Alva valoriza percurso ribeirinho entre Seia e Penacova

Sete municípios criaram ontem a Grande Rota do Alva, numa sessão realizada em Penacova em que as partes assumiram o compromisso de valorização ambiental … … e turística deste afluente do rio Mondego, numa extensão de 106 quilómetros. 
 Com esta iniciativa, as autarquias envolvidas comprometem-se a criar uma rota de percursos pedestres e cicláveis, na qual serão integrados diversos caminhos já existentes.
“Investimos na valorização de todo o rio Alva, entre Gouveia e Penacova”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Penacova, Humberto Oliveira. Humberto Oliveira adiantou que o projeto avançará com apoio de fundos europeus diversos do Portugal 2020, reunindo os municípios de Gouveia, Seia, Oliveira do Hospital, Arganil, Tábua, Vila Nova de Poiares e Penacova. O autarca estima que serão investidos quase 100 mil euros na Grande Rota do Alva, entre a nascente e a foz do rio, nas povoações do Sabugueiro (Seia) e Porto da Raiva (Penacova), nos distritos da Guarda e Coimbra, respetivamente.
As candidaturas foram apresentadas pelas comunidades intermunicipais (CIM) da Região de Coimbra e Beiras e Serra da Estrela, no âmbito de uma parceria com a Associação para o Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM) e com o Provere iNature — Turismo Sustentável em Áreas Classificadas, gerido pela agência Gardunha XXI. Na apresentação da Grande Rota do Alva, na Casa do Povo de São Pedro de Alva, estiveram presentes representantes dos sete municípios que integram o projeto, das duas CIM e da agência de desenvolvimento Gardunha XXI, além de várias entidades convidadas.

segunda-feira, maio 08, 2017

Campeonato Nacional de Navegação 4x4 na Moura Morta

Navegação 4×4 2017:
Ricardo Almeida e João Martins vencem em VN Poiares Ricardo Almeida/João Martins em Jeep Wrangler foram os grandes vencedores da primeira prova do CNNavegação. A equipa Trilhos do Estreito/Poiarpeças completou 28 waypoints, mas encerrou 3 estratégias... o que lhes valeu uma excelente bonificação. Por Carlos Pereira - 7 Maio, 2017 21 Ricardo Almeida e João Martins - CN Navegação 4x4 2017 - VN Poiares
Ricardo Almeida/João Martins em Jeep Wrangler foram os grandes vencedores da primeira prova do CNNavegação. A equipa Trilhos do Estreito/Poiarpeças completou 28 waypoints, mas encerrou 3 estratégias… o que lhes valeu uma excelente bonificação. “Foi bastante engraçada a prova. Deparámo-nos com algumas dificuldades, nomeadamente problemas com a embraiagem, mas tive o prazer e o privilégio de ter ao meu lado o João que já foi bicampeão de navegação”, adiantava Ricardo Almeida, visivelmente feliz com a vitória.
 No segundo lugar ficou a dupla que viajou de Braga. José Carvalho e Hilário Mello, em Land Rover, até completaram mais waypoints do que os vencedores, mas apenas conseguiram completar uma estratégia. Terminaram a prova com menos 55 pontos do que a dupla Almeida/Martins. “Houve alguns problemas a nível de relevo e de estratégia, mas no final correu bem. Temos alguma experiência e corremos juntos há alguns anos”, explicou o navegador Hilário Mello no final da etapa. A completar o pódio desta primeira etapa está uma equipa que competiu junta pela primeira vez. Rui Carvalho e Miguel Brandão acusaram alguma inexperiência, mas reagiram muito bem às adversidades e concluíram 18 waypoints.
 “Foi uma prova um pouco dura, extensa e com muitas dificuldades. Mas de um modo geral, o que foi pensado no início da prova foi conseguido. Foi uma boa prova para nós!”, resumiu Rui Carvalho. O Poyares Rotações – Panóplia de Adeptos Associação apresentou uma etapa extensa, com 60 waypoints e cerca de 400Km de extensão. Uma prova dura e desafiante, que deixou participantes e organização satisfeitos.
Tiago Dias, bicampeão nacional de navegação foi o grande impulsionador do regresso do CNNavegação4x4 e o principal responsável por esta primeira jornada. No final da prova, não escondia a satisfação. “Foi um orgulho receber os meus antigos adversários de prova. Acho que montei uma prova muito bonita para eles e deu-me um prazer enorme estar do outro lado. Foram três meses de trabalho, mas o dia de hoje recompensou tudo”. Vila Nova de Poiares recebeu os participantes com aquilo que de melhor tem para oferecer: uma gastronomia muito rica, paisagens de excelência e um povo acolhedor.
O Presidente da Câmara João Henriques no Caneiro da Moura Morta
 João Miguel Henriques, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares deixou o convite à descoberta do concelho “A gastronomia é, sem dúvida, a nossa grande riqueza em termos turísticos, mas eu convidava também as pessoas a virem conhecer Vila Nova de Poiares do ponto de vista paisagístico.
Temos paisagens maravilhosas, onde vale a pena passear seja em viaturas todo-o-terreno, seja noutro tipo de viaturas ou até a pé”. Ricardo Leal dos Santos e Paulo Marques, dois pilotos de renome do todo-o-terreno português foram os padrinhos desta primeira prova do Campeonato Nacional de Navegação 4×4.
 Ambos puderam participar nesta jornada e experimentar navegar pelos trilhos belíssimos de VN de Poiares. “Está a correr lindamente. A dificuldade é mais para o navegador, para mim está a ser uma condução tranquila, estou a poder apreciar as paisagens com tranquilidade. E de facto as paisagens de todo o concelho são espectaculares. Estamos muito contentes por ter vindo.
A organização montou aqui um evento excelente e estamos a divertir-nos imenso, que era o objectivo”, confessava Ricardo Leal dos Santos durante uma paragem na Moura Morta, um dos controlos horários da prova.
Campeões Nacionais no Caneiro da Moura Morta no Rio Alva
  Já Paulo Marques veio acompanhado da esposa e não podia estar mais satisfeito com a experiência. “Conduz-se mais devagar, obviamente, porque é preciso ter atenção ao trilho, à carta e ao GPS, mas é todo-o-terreno na mesma e o ambiente é óptimo”.
 Classificação da 1ª prova do CN Navegação 4×4 (VN Poiares) 1º Ricardo Almeida/João Martins – Jeep Wrangler – 870 pontos 2º José Carvalho/Hilário Mello – Land Rover – 815 pontos 3º Rui Carvalho/Miguel Brandão – Land Rover – 450 pontos 4º Amândio Lopes/Paulo Cruz – Nissan – 420 pontos 5º António Gil/Carla Duarte – Mitsubishi Pajero – 360 pontos 6º Carlos Carvalho/Pedro Lourenço – Mitsubishi – 340 pontos 7º Paulo Fontes/Luís Oliveira – Land Rover – 300 pontos 8º Alexandrino Sousa/Filipe Alves – Toyota L.Cruiser – 240 pontos 9º Luís Gaspar/Sérgio Candeias – Toyota bj73 – 230 pontos 10º Pedro Batista/Pedro Grazina – Pajero – 220 pontos 11º Luís Couceiro/José Nunes – Nissan – 220 pontos 12º Hermano Carvalho/Pedro Madeira – Toyota – 195 pontos 13º José Almeida/Luís Coelho – Nissan Patrol – 160 pontos 14º Gonçalo Henriques/António Santos – Jeep G. Cherokee – 110 pontos 15º Diogo Forte/Pedro Fernandes – Mitsubishi Pajero – 0 pontos

quinta-feira, março 23, 2017

O Rio Alva e os seus Efeitos




Etiquetas:

quarta-feira, março 22, 2017

A Capela da Moura Morta - Inaugurada a 9 Junho 1946

Coisas que Fazem História
Artigo da Comarca de Arganil de  31.5.1946
http:\\acomarcadearganil.cm-arganil.pt/#3249/3


Americo Ferreira dos Santos em 1946


Etiquetas:

terça-feira, março 21, 2017

Medronho

domingo, março 19, 2017

O mouramortino Dr. Antonino Henriques na Brotero

Comissão da Revista, 67/68 da Escola Avelar Brotero
Nesta foto: José Manuel Vilaça, Dr. Nelson Rosa (sub-director), Maria Da Conceicão Pereira (fotos), Dr. Antonino Henriques (Director), António Figueiredo, Ana Maria Santos Pereira (fotos), Dr. Alberto Ferreira, Felizardo Bandeira
Comissão da Revista, 67/68
(Publicado inicialmente a 20 de Junho de 2011)

sábado, março 18, 2017

Recordando o Dr. Antonino Henriques

Não resistimos a transcrever um post do Blog da Ponte da Mucela evocando o mouramortino Comendador Antonino Henriques.
Já que nem a Câmara nem a Freguesia têm nada preparado para homenagear tão ilustre figura, o Blogue da Moura Morta vai tentando não deixar esquecer essa figura impar das terras da Moura Morta.
So se pergunta, para quando uma placa evocativa, na rua , na casa em que nasceu ou na casa em que viveu ultimamente?
Estamos sujeitos qualquer dia e quando houver toponimia, que apareça aqui uma placa com o nome de um achadiço qualquer a dizer que fez alguma coisa na Moura Morta.
Assim

Comendador Dr. Antonino Henriques

Nascido na Moura Morta em 1918, de origem modesta, que nunca renegou, foi pessoa de referência na educação nacional, começando como professor e mais tarde director das Escolas Eugénio dos Santos em Lisboa e Brotero em Coimbra, acabando como professor da Escola do Magistério Primário de Coimbra. Foi ainda professor do Instituto Industrial e Comercial de Coimbra e Director da Zona Pedagógica do Centro.

Colaborou graciosamente com a Comarca de Arganil (Zé dos Tojeiros e A.H.) e com o Poiarense.

Foi presidente do Rotary Clube de Coimbra e vice-presidente da Associação dos Antigos Estudantes de Coimbra.

Após 40 anos de serviço foi lhe reconhecido oficialmente mérito educacional como símbolo vivo da modernidade pedagógica.

Foi um grande impulsionador do ensino técnico nos concelhos circunvizinhos. Foi Cidadão Honorário de Arganil.

Pedagogo ilustre de elevada cultura, foi lhe prestada homenagem nacional em Coimbra após 44 anos de serviço, com cunhagem de medalha alusiva. Manifestação de grande significado a que tivemos oportunidade de assistir.

Baluarte das letras e da cultura, ficou registada no Poiarense de 19Fev92 a sua última e magnífica intervenção aquando do feriado Municipal do centenário da restauração do Concelho.
Foi vereador em Poiares com o Pelouro da Cultura. Esteve politicamente ligado ao CDS.

Ficou muito ligado a Ponte de Mucela por amizade com a família de Octávio Pedroso de Lima. Na Pensão Beira Alva conheceu e se enamorou de Ana Joaquina, filha de alentejanos que ali passavam férias regularmente.

Deixou grande espólio cujo destino desconhecemos. Faleceu em Coimbra em 18Fev92 e foi sepultado no cemitério da Igreja Nova.


Do Blog http://ponte-de-mucela.blogspot.com/2010/07/figuras_23.html
Publicado Originalmente a 10 de Agosto de 2010

Etiquetas:

sexta-feira, março 17, 2017

Uma Familia da Moura Morta

 A Familia de João Jorge Coimbra, dos Barbeiros que viveram na Figueira da Foz depois de terem passado por Belem do Pará. Era irmão da Ti Ana Barbeira, mãe do Ti Julio Marajo e irmão de Jose Jorge Coimbra pai da Ti Margarida e Ti Felicidade da Vinha.
Tem vários descendentes em Lisboa e no Porto.


Etiquetas: ,

Electrificação da Moura Morta a 30 Ago 1964

Uma data memorável para a nossa aldeia. Vários fatores se conjugaram para que a eletrificação da Moura Morta fosse uma realidade anterior ao 25 de Abril. O querer das suas gentes e as influencias geradas a outros niveis conseguiu trazer a eletricidade para a Moura Morta. Bons donativos foram dados para que a EDP fizesse o Ramal de Mucela para a Moura Morta
Na Comarca de Arganil de 26 Agosto 1964
http:\\acomarcadearganil.cm-arganil.pt/#5742/6

Etiquetas: ,