segunda-feira, Julho 19, 2010

Descida do Rio Alva- 17 de Julho de 2010

A grande questão ainda após a concentração era se as pessoas estariam preparadas para as águas gélidas do Alva (um mito, claro)Após nos termos reunido na Moura Morta dirigimos-nos à Barragem das Fronhas para o Inicio da descida, a Junta de Freguesia das Lavegadas colocou à disposição uma carrinha , conduzida pelo amigo Joaquim, que transportou alguns dos participantes.
Depois de se ter descido as canoas e de o Nuno ter dado a formação demos inicio à descida, onde participaram 68 pessoa, 60 adultos e 8 jovens.As primeiras dificuldades sugiram 100 metros após o inicio da descida, depois do primeiro rápido, ao que os mouramortinos chamam goleira, tivemos que descer o caneiro da Moenda do Fundo da Ribeira e ainda sem entrar na canoa atravessar ao lado de uma ponte de madeira que garante o acesso às ínsuas (terrenos férteis que ladeiam o rio), para entrar novamente da Canoa e navegar uns 300 metros e sair para passar em segurança por uma segunda ponte de madeira, apartir daí a descida foi mais suave apenas interrompida por árvores de grande porte caídas sobre o rio, que deixavam na dúvida os participantes por onde deveriam passar.A densa vegetação, as águas cristalinas que permitiam ver o fundo rochoso e as flora magnifica do rio permitiram que esta fosse para muitos muito mais que uma descida de canoa, mas um contacto com ecossistema que se mantém intacto e selvagem.
Depois de duas horas de canoa eis que chegamos à Moura Morta onde nos aguardava um churrasco, muita bebida e o famoso vinho da Casa da Carvalha.
O António Mário trouxe-nos os enchidos para que os participantes pudessem provar, desta forma, não foi necessário trazer nenhuma menina para fazer o marketing que o Nuno Lima encarregou-se de durante a descida ir cortanto chouriço ás rodelas e oferecendo aos participantes.
Tivemos a presença no almoço da Vereadora Cláudia Feteira da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares e do Presidente da Junta das Lavegadas, Álvaro Rei, de referir que no almoço participaram mais de 90 pessoas.

7 Comments:

Anonymous mouramortino said...

Após a descida de rio e o Almoço alguns dos participantes ainda foram dar um "pézinho" de dança às festas de Mucelão e refrescar o corpo no bar é que ainda estava muito calor.

11:45:00  
Anonymous Anónimo said...

o almoço devia ter sido no centro de convivio só para se fazerem grandes fizeram no rio.

16:35:00  
Anonymous Anónimo said...

Assim é que é. Ate que enfim que a Moura Morta promove eventos alem fronteiras.
Este percurso do Rio Alva que arranca da Barragem das Fronhas, com a sua margem esquerda pertencendo aos "TERMOS" da Moura Morta desde o Sec.XII, merece ser percorrido e estudado como sendo um dos grandes locais onde romanos e mouros fizeram as suas explorações de ouro e onde tiveram as suas grandes "lavarias".Os amontoados de pedras redondas junto às margens, quer na zona de Mucelão, Moura Morta,Ponte da Mucela, Carregal e Friumes, vulgo "morouços" são o testemunho das lavagens de terras que romanos e mouros fizeram das terras e areias do vale do Rio Alva.
Quem percorrer cuidadosamente as encostas do vale do rio alva, encontra canais e valas feitas nas rochas por onde a agua era desviada para ir lavar as terras e extrair as areias auriferas.
Infelizmente estes testemunhos que duraram seculos e se mantiveram intactos, foram liminarmente delapidados com assentimento , autorização e negocio das nossas autarquias e pura responsabilidade da ignorancia de tais entidades, nos anos 80.
Estes amontoados de pedras que eram verdadeiros monumentos ao labor e à actividade dos nossos antepassados anteriores à independencia de Portugal, despareceu em meia duzia de anos nas mãos da ignorancia.
Nem a 4ª classe lhes valeu.
Ainda existe um ou outro pequeno morouço, nestas aldeias ribeirinhas, que merecem ser preservados e divulgados com toda a sua carga historica.
Está nas mãos dos doutos autarcas de Arganil, Poiares e Penacova salvar o que resta do patrimonio deste percurso do vale do Alva.
Atenção que este pessoal agora não tem só a 4ª classe.

16:43:00  
Anonymous Anónimo said...

O almoço? mas sera que teria de haver almoço de faca e garfo?
Assim é que é diversão e entendimento. Os miudos adoraram e perguntam quando é que ha outra descida?
E quando é que voltamos a comer à beira do rio?
Parabens pela presença da vereadora Claudia Feteira que é uma pro e configura uma futura lider das gentes poiarenses. É uma lufada de ar fresco.
Parabens tambem pela presença do presidente da Junta de Lavegadas que tambem apareceu depois de alguma indecisão.
Não deixarei de louvar a força e determinação dos organizadores que assim prestigiaram a categoria do evento e que catapultaram mais uma vez o nome da aldeia milenaria da moura Morta.

16:56:00  
Blogger MM said...

O percurso de rio é fantástico, embora haja alguma pequena intervenção que deva ser feita ao longo do rio, os paus "velhos" e as árvores secas, porque tirando isso o cenário é perfeito.
Não foram tiradas fotografias ao longo do percurso, pois desta forma a única forma de conhecer a paisagem é participar na próxima descida.
No fim todos ficaram surpreendidos agradavelmente com o passeio de canoa.
Para a próxima teremos a participação da Vereadora Cláudia Feteira e de algumas das pessoas que desta vez só participaram no almoço.

21:46:00  
Anonymous Anónimo said...

Caro anónimo das 16:35 foi pena não o terem convidado/a, assim não tinha essa dor de cotovelo.Para a próxima se houver outro evento não de bocas foleiras pode ser que o convidem.

22:55:00  
Anonymous Nuno Pedroso de Lima said...

Parabéns, já vou na segunda descida e quero mais!Gostei, desta vez encontramos as aguas muito cristalinas o traçado tem uma beleza que só pode ser vista e não relatada.
Respondendo ao anonimo das 16:35, aproveito para dizer que se pode escrever no blogue, tambe´m podia ter participado em virtude de que toda a informação foi colocada no blogue com bastante antecedencia.
Mais uma vez parabens e aguardo a 3ª descida.Obrigado.

19:26:00  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home