terça-feira, outubro 03, 2017

ELEIÇÕES AUTARQUICAS - A Analise de um candidato derrotado à freguesia das Lavegadas



JORGE GONÇALVES
Para mim - em formato de analista - os grandes perdedores e vencedores das eleições autárquicas de Vila Nova de Poiares 2017.

OS GRANDES DERROTADOS DESTAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS:
1 - O candidato do CDS-PP à Assembleia de Freguesia de Lavegadas.
Não conseguiu fidelizar o eleitorado disponível.
Não conseguiu passar a sua mensagem.
Tinha a bússola sem candeia no cais de partida, não sabia qual o seu barco e só tinha os remos para navegar. Navegou noutros mares com todos os alforges.
2 – Sónia Ferreira / Arrifana
Não soube ler os sinais dos tempos. Há quatro anos ganharam por 4 votos.
Mantiveram o mesmo conceito de fazer intervenção politica, sabendo que havia uma sucessão a efectuar.
Foi vitima de uma concelhia apática, que só teve vida a meses da eleição.
3 – Pedro Coelho
Foi um vereador de “reunião”. Teve no Município, mas não esteve com os munícipes no terreno. Não os espreitou nem os ouviu durante os quatro anos da legislatura.
Fica candidato e aparece a denunciar o pouco e o tudo que não se fez e o nada que sendo muito, foi pouco!
Muito eleitorado do PPD/PSD não lhe perdoou que ainda paire uma sombra parda na sede da concelhia. Não fez a abertura da concelhia no tempo adequado e a purga necessária. Para mostrar elenco fez um faz de contas sem nos dar a saber qual a cálculo de matemática que efectuou. Só demonstrou - o seu - resultado.
Foi muito intrometido e pouco consistente na argumentação durante a campanha.
Perde um vereador. Perde um Junta de Freguesia. E vê a sua candidata à Assembleia Municipal perder.
OS GRANDES VENCEDORES DESTAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS:
1 - Álvaro Rei – Lavegadas
Conseguiu resistir a várias conjunturas adversas (algumas que ele próprio causou) e manteve o PPD/PSD no mapa autárquico do concelho. Mais relevante é a sua vitória pois a concelhia do seu partido doseou-o com os mesmos “mimos” que devotou à candidata da Arrifana. Deixou-o à sua sorte. Mesmo sem programa eleitoral consegui aglutinar a maioria do eleitorado. Para isso contribuiu muito a figura do Sérgio Silva. Um cidadão estimado por todos nós. Uma referência de humildade e de credibilidade inquestionável. Um Homem neto de sua avó por quem nutre uma amor e adoração que nos comove e sensibiliza. E o povo das Lavegadas nutre por ele um carinho muito especial. (O candidato do CDS-PP testemunhou isso na rua e nos votos que obteve.) Obviamente será o futuro candidato pelo PPD/PSD nas próximas eleições autárquicas. Um candidato fortíssimo.
2 – José Henriques – Arrifana
Apareceu motivadíssimo. Foi perspicaz. Denotou inteligência politica. Aproveitou o balanço de há quatro anos atrás, deu-lhe o seu cunho pessoal e - “já está” - é eleito com naturalidade.
3 – Luís Filipe Santos – Assembleia Municipal
“Debater Poiares” foi o seu lema. Consegui uma votação histórica para o CDS-PP fazendo uma campanha de proximidade e bem estruturada. “Correu por fora” fez-se acompanhar de um grupo de pessoas competentes… e de jovens inovadores e perseverantes. Desfrutou da companhia do Mário Silva que quase era também eleito.
4 – João Henriques
Alguém previa a sua derrota!?
Que dizer de um recandidato que regista uma vitoria retumbante em toda a linha. Fez um trabalho no município digno de registo. Restituiu-nos a credibilidade e reagrupou-nos como uma sociedade crente no seu futuro corrigindo erros “básicos” e omissões “cardeais” de um passado recente. Precipitou-se e cometeu alguns equívocos no período eleitoral sem necessidade. Uma palavra de apreço pessoal e politico para o seu Vice-Presidente Artur Santos, um homem discreto, mas de uma classe superior e humildade cativante. Um aplauso para a Lara Oliveira e para o João Pereira.
4 – 1 era “goleada” há uns anos atrás, agora penso que se mantém a mesma interpretação. Todos os candidatos propostos pelo PS obtiveram resultados históricos e retumbantes. Cristina Esteves / Freguesia de Santo André; João Feteira / Freguesia de São Miguel; José Henriques / Arrifana e Nuno Lima para a Assembleia Municipal.
Mesmo perdendo a Loide Ferreira / Lavegadas fez uma campanha digna de registo. Depreendo que será reincidente pelo PS em 2021.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Jorge Gonçalves assume com dignidade uma derrota na qual tinha umas perspectivas de desenvolvimento para uma freguesia das mais pequenas e mais pobres deste país.
Sai derrotado numa luta de Benfica-Sporting e metendo-se entre dois contendores que apostavam tudo em ganhar.Dois candidatos empurrados pelos aparelhos partidários concorrendo sem programas e sem ideias para o futuro das Lavegadas. Não ha duvida que com tanta sabedoria popular ao não o eleger, as Lavegadas vão perder e muito com a sua ausência nas assembleias.
Parece não haver uma ideia dos eleitos para a problemática dos fogos florestais e da protecção dos nucleos urbanos na nossa freguesia. Pelos anos já passados, está iminente na estatística que um grande fogo venha a arrasar as Lavegadas. Ainda ninguem pensou nem propôs o que fazer, para proteger estes nucleos urbanos. O problema da desertificação, outro assunto que merece a participação das entidades e populações para o agravamento da situação. ...e muito mais.
Leiam o programa que Jorge Gonçalves teve o cuidado de elaborar e distribuir pela população das Lavegadas e vejam se vale a pena ou não dar um passo em frente.

00:04:00  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home